Ir para conteúdo
Notícias

Notícias

Sem Resultados a Apresentar
PROTEJA-SE DO FRIO!

PROTEJA-SE DO FRIO!

De acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera é expectável o prolongamento de temperaturas baixas até ao próximo dia 12 de janeiro.
 
Neste seguimento, a DGS recomenda a adoção de medidas de proteção contra os efeitos negativos do frio na saúde:
 
❄️ Evitar exposição prolongada ao frio e às mudanças bruscas de temperatura;
❄️ Utilizar várias camadas de roupa, folgada e adaptada à temperatura ambiente;
❄️ Proteger as extremidades do corpo com gorro, cachecol, luvas e meias quentes;
❄️ Ingerir sopas e bebidas quentes e evitar o consumo de álcool;
❄️ Escolher vestuário adequado por parte de trabalhadores que exerçam atividades ao ar livre e evitar que exerçam esforços excessivos durante as tarefas que realizem;
❄️ Seguir as recomendações do médico assistente, garantindo a toma adequada da medicação para doenças crónicas;
❄️ Manter a casa quente mas com especial atenção aos aquecimentos de combustão (braseiras e lareiras), os quais podem causar intoxicação e conduzir à morte devido à acumulação de monóxido de carbono;
❄️ Assegurar a adequada renovação de ar nas habitações;
❄️ Evitar o uso de dispositivos de aquecimento durante o sono, desligando sempre quaisquer aparelhos antes de se deitar;
❄️ Adotar uma condução defensiva e ter especial atenção aos locais da estrada suscetíveis de formação de gelo;
❄️ Dedicar especial atenção aos grupos da população mais vulneráveis, como as crianças, idosos e as pessoas portadoras de patologias crónicas, bem como os sem-abrigo;
Proteja-se do frio e fique atento às informações meteorológicas do IPMA, às recomendações da DGS e aos avisos da Proteção Civil.
 
 
➕ℹ👉 https://bit.ly/DGSFrio2023
 
 
 
Publicado em 09/01/2024 |Proteção Civil
DECLARAÇÃO DE SITUAÇÃO DE ALERTA

DECLARAÇÃO DE SITUAÇÃO DE ALERTA

De acordo com o Despacho n.º 8329-A/2022, de 7 de julho, os Gabinetes da Ministra da Defesa Nacional, do Ministro da Administração Interna, da Ministra da Saúde, do Ministro do Ambiente e da Ação Climática e da Ministra da Agricultura e da Alimentação declaram situação de alerta ENTRE AS 00h00 DE 8 DE JULHO DE 2022 E AS 23h59 DE 15 DE JULHO DE 2022, para todo o território continental.
 
Para além das restrições ou condicionamentos previstos no Decreto -Lei n.º 82/2021, de 13 de outubro, determinam-se as seguintes medidas, de caráter excecional:
 
· Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem, com as exceções previstas no n.º 2 do artigo 68.º do Decreto -Lei n.º 82/2021, de 13 de outubro, nomeadamente o acesso, a circulação e a permanência de residentes permanentes ou temporários e de pessoas que ali exerçam atividade profissional;
 
· Proibição da realização de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração;
 
· Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;
 
· Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal;
 
· Proibição da utilização de fogo -de -artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas.
 
Publicado em 08/07/2022 |Proteção Civil
Anterior
12
...
Seguinte